Gatinho arremessado em manifestação ganha casa e fama

826
Foto: reprodução / Facebook
Foto: reprodução / Facebook

Final feliz, depois da maldade que fizeram com um gatinho durante uma manifestação do dia 24 contra o presidente Temer em Brasília.

O felino de apenas 4 meses, que foi arremessado por um manifestante e resgatado por uma servidora do ministério da Saúde – foi adotado esta semana por uma empresária da capital federal.

Gladys Elisa Jager Atkinson disse que o gatinho, que agora ganhou o nome de Hope – esperança em inglês – está se adaptando rapidamente à nova vida.

A história do bichano ganhou as redes sociais e foi tão compartilhada que ganhou uma página oficial com atualizações sobre a saúde de Hope.

Patinha

A amputação da patinha direita dianteira é quase certa, segundo veterinários que cuidaram de Hope após o resgate.

“O gatinho foi diagnosticado na sexta-feira (26/05) com uma infecção viral, que impede a realização da cirurgia para amputação da pata dianteira direita fraturada. O procedimento terá que ser feito, já que ele não reage aos estímulos. Os veterinários disseram que se ele permanecer com a pata nestas condições, terá problemas no futuro, que podem atrapalhar até na sua locomoção”, diz a página do gatinho.

“A princípio, a amputação é mesmo necessária. A veterinária sugere que esperemos uns 4 meses para que ele cresça e fique mais fortinho. Ele ainda é muito filhotinho, tem aproximadamente 4 meses. Para enfrentar a anestesia e os medicamentos do pós-operatório (anti-inflamatórios e antibióticos) ele precisa estar mais maduro”.

As palavras são da jornalista da TV Senado, Sabrina Mancio, que resgatou o gatinho assim que ele foi arremessado pelos manifestantes.

Os responsáveis pela atrocidade ainda não foram identificados.

Com informações do UOL