“Está com fome? Pode pegar”, oferece comerciante a necessitados

Cartaz do mercado de Araçatuba - Foto: arquivo pessoalCartaz do mercado de Araçatuba - Foto: arquivo pessoal

Um ato de generosidade e compaixão às portas do Natal: “Você está com fome? Pode pegar!”, oferece num cartaz um comerciante de Araçatuba, no interior de São Paulo para pessoas que não têm o que comer.

O gerente da casa, Fernando Felipe, colocou uma mesa com alimentos na frente do mercado.

A boa ação começou na última sexta-feira, 20 e chamou a atenção dos moradores da cidade.

A ideia

Fernando conta que a ideia surgiu quando ele viu uma ação parecida publicada nas redes sociais. Por isso, resolveu aplicar no mercado que trabalha, que fica no bairro Santana.

Fernando explica que os alimentos colocados para doação não são caracterizados para venda.

Ele coloca os alimentos na porta assim que abre o mercado, logo pela manhã.

No primeiro dia da ação ele doou pães e alface.

“São produtos dentro da validade e que ajudam quem não tem o que comer. As comidas que colocamos hoje acabaram rápido, mas as pessoas ainda estão conhecendo a ideia”, disse Fernando ao G1.

Ano todo

O comerciante comemora já ter ajudado diversas pessoas e espera inspirar outros colegas.

“Pensei em fazer a ação com as coisas que sobram e podem ser aproveitadas. Quanto mais estabelecimento fizerem, mais pessoas serão ajudadas”, contou.

Fernando gostou tanto do resultado, que a ação vai se estender além do período de festas de fim de ano.

“Quero que fique para sempre para ajudar quem precise”, afirmou.

Cartaz do mercado de Araçatuba - Foto: arquivo pessoal

Cartaz do mercado de Araçatuba – Foto: arquivo pessoal

Fernando ao lado da comida - Foto: arquivo pessoal

Fernando ao lado da comida – Foto: arquivo pessoal

Com informações do G1

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.