Coronavírus: brasileiros repatriados da China seguem sem sintomas

Chegada de brasileiros repatriados da China - Foto: Adriano Machado/ReutersChegada de brasileiros repatriados da China - Foto: Adriano Machado/Reuters

O Ministério da Defesa confirmou na noite deste domingo, 9, que os brasileiros repatriados da China continuam sem qualquer sintoma de coronavírus.

O primeiro boletim divulgado desde que o grupo chegou à Base Aérea de Anápolis na manhã deste domingo, diz que foram feitas novas avaliações pelo Ministério da Saúde e que está tudo bem com eles.

O boletim diz que os 58 hóspedes – 34 repatriados e os 24 membros da tripulação que realizou o resgate – que estão no Hotel de Trânsito passaram por todas as avaliações clínicas protocolares e mantiveram o quadro assintomático.

Mais exames

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) coletou neste domingo secreções dos 58 hóspedes.

Todo o material será analisado pelo Laboratório de Saúde Pública de Goiás (Lacen). Foram retiradas amostras do nariz e da garganta de todas as 58 pessoas que estavam no avião.

O resultado deve sair na quarta-feira, 12.

Além dessa coleta, o grupo será monitorado e terá os sinais vitais e temperatura medidos três vezes ao dia.

O acompanhamento será feito pelos 14 médicos que participaram da missão que resgatou os brasileiros em Wuhan, epicentro do coronavírus.

Os repatriados

Os grupo dos 34 repatriados da China é composto da seguinte forma:

  • 4 chineses casados com brasileiros
  • 7 crianças com idades entre 2 e 12 anos
  • 23 brasileiros adultos – casais e homens e mulheres solteiros (sendo três diplomatas)

A tripulação das aeronaves é formada por:

  • 14 médicos
  • 8 tripulantes
  • 2 jornalistas

Seis estrangeiros tiveram autorização do governo federal para embarcar nos aviões. No entanto, um indiano não viajou por problemas no passaporte. Os demais desembarcaram na Polônia: 4 poloneses, 1 chinês.

Felizmente, nenhum caso da doença foi confirmado no Brasil até agora.

Com informações do G1

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.