Prefeito de Londres corta próprio salário pra enxugar gastos da cidade

Prefeito de Londres, Sadiq Khan - Foto: Tom Jacobs/Reuters
Prefeito de Londres, Sadiq Khan - Foto: Tom Jacobs/Reuters

O prefeito de Londres deu o exemplo e mostrou que pode ajudar a cidade a enxugar gastos após o impacto financeiro provocado pela Covid-19 na capital da Inglaterra.

Sadiq Khan anunciou que vai cortar o próprio salário e congelar o pagamento dos assessores dele. O corte será de 10% no salário do prefeito e o congelamento vai atingir 15 dos assessores diretos de Sadiq.

O político anunciou o esforço nesta quarta, 17, como colaboração, ao pedir ajuda financeira ao governo britânico de Boris Johnson.

“Independentemente do que acontecer, vou continuar protegendo os serviços que os londrinos dependem e me voluntario para um corte imediato no meu salário”, afirmou.

Impacto financeiro

O orçamento de Londres está pressionado pelas iniciativas de combate ao coronavírus e pela desaceleração econômica que a pandemia causou no mundo inteiro.

Khan pediu que o governo injete 500 milhões de libras nos cofres londrinos, do contrário, ele teria que cortar fundos da polícia, bombeiros e transporte público.

“É agora que precisamos investir em Londres para a recuperação”, afirmou o prefeito.

Não é campanha

Khan foi eleito como prefeito de Londres em 2016 e se tornou o primeiro prefeito de uma minoria étnica da história da cidade.

Ele enfrentaria uma nova eleição agora em 2020, mas o pleito foi adiado por causa pandemia do novo coronavírus.

Porém, pela popularidade que tem hoje, Sadiq Khan seria facilmente reeleito.

Com informações da Exame