Engenheiro paraplégico cria mountain bike adaptada pra esportes radicais

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Superação. Depois de sofrer na pele as consequências de um acidente, o engenheiro mecânico Christian Bagg achou uma forma de continuar competindo com essa mountain bike especial, adaptada por ele mesmo.

Bagg, que é paraplégico fundou a Bowhead Corp, uma empresa que projeta bikes para pessoas com deficiência. Elas permitem subir e descer terrenos acidentados, escalar montanhas e até fazer saltos impressionantes.

A ideia era inicialmente um objetivo pessoal, que ele nunca pretendeu transformar em negócio, mas tudo mudou quando Bagg conheceu uma garota de 14 anos com paralisia cerebral que queria experimentar a bicicleta dele.

“Eu a coloquei na bicicleta e a amarrei aos amigos para que pudessem levá-la com eles e, quatro horas depois ela apareceu. Foi então que ela disse à mãe: ‘Mãe, aquele foi o melhor dia da minha vida’ “, contou Bagg.

Acidente

Christian Bagg estava praticando snowboard no Parque Nacional Banff, do Canadá, há 25 anos, quando caiu e quebrou a coluna. Ele ficou paralisado da cintura para baixo.

“Eu soube exatamente quando cheguei ao solo que era isso. Não me lembro de ter nenhum momento em que pensei que voltaria a andar. Algo em mim simplesmente sabia que tinha acabado”, disse Bagg, 45, à CNN.

O acidente prejudicou as pernas, mas não tirou a vontade de Christian Bagg de competir.

Ele trabalhou sozinho para criar um protótipo que pudesse dar continuidade às aventuras, sem precisar da ajuda de amigos.

Como funciona

No triciclo reverso, a roda principal da bicicleta está localizada na parte traseira, com as duas rodas restantes na frente.

A moto é equipada com pneus de banda larga, um motor elétrico de 300 watts e um assento ajustável.

“Qualquer pessoa que queira andar de bicicleta, vamos nos esforçar para descobrir como eles podem. Tudo o que precisamos fazer é levar as pessoas para fora.”

Com o crescimento da Bowhead Corp – e já com mais de 200 pedidos para o próximo ano – Bagg espera que sua bicicleta seja apenas o primeiro de muitos avanços tecnológicos que permitirão às pessoas com deficiência física irem aonde sonharem.

Com informações da CNN/MSN