Amor ao próximo: PMs dão ceia a moradores de rua com banho e médicos

1800
Ceia oferecida por PMs a sem-teto – Foto: CPRSO
Ceia oferecida por PMs a sem-teto – Foto: CPRSO

“Não foi a Santa Ceia, mas sem dúvida, foi uma ceia santa…e abençoada!”, disse o Coronel Ivanildo, comandante do policiamento regional, depois da confraternização oferecida esta semana para os moradores em situação de rua de Vitória da Conquista, na Bahia.

Eles ganharam um presente pra lá de especial dos policiais do PMBA CPRSO: uma boa dose de amor, carinho e alimentos pro corpo, pra alma.

Na ceia caprichada, cada um dos participantes – pessoas que vivem em alta vulnerabilidade – ganhou também uma cesta recheada com deliciosos alimentos (biscoitos, chocolates, bebidas, panetone), além de kits de higiene pessoal (álcool, máscaras, sabonete, escova de dente e pasta) e um squeeze de brinde.

E não foi só isso não! Elas puderam tomar banho, cortar os cabelos, fazer a barba, maquiagem e tiveram atendimento médico dos alunos do curso de medicina da cidade, com aferimento de pressão e temperatura, e orientações especiais em relação a prevenção da Covid-19.

“O amor ao próximo nos move, é sempre a matriz motora de cada ação realizada. É o amor que une amigos e parceiros, que acolhe as pessoas e que faz dessa Patrulha a realização de um sonho vivo”, disse o Coronel Ivanildo, comandante do CPRSO.

Corrente do bem

A iniciativa da Polícia Militar teve o apoio fundamental de importantes projetos sociais: Semeei, Ubuntu, Sementes do Amor, Quem Ama Reparte, Mão Amiga, Amor Transforma, Ação Social Conquista e a Barbearia Executivo.

Estiveram presentes, além do Coronel Ivanildo, o Major Oliva Junior – comandante da 77ª CIPM, Cláudio Lacerda – idealizador do banho solidário e Célio Barbosa, representando o Conselho de Segurança.

Um momento como este não poderia terminar sem um ar de festa. Ao final voluntários e acolhidos cantaram a uma só voz!

O encerramento teve um toque mágico de música com a apresentação de um incrível coral composto pelos próprios moradores de rua, que contagiou a todos

Por Valéria Borges, da redação do SóNotíciaBoa