Placas de campanha política são reaproveitadas: “Proibido colocar lixo”

Uilson recolhendo placas da campanha - Fotos: arquivo pessoal
Uilson recolhendo placas da campanha - Fotos: arquivo pessoal

Uma ótima ideia vem do sul do país. Placas usadas na campanha política das últimas eleições estão sendo retiradas, reaproveitadas e transformadas em placas de “Proibido colocar lixo”.

Elas estão sendo espalhadas em terrenos baldios da região para orientar a população e tentar coibir a ação caçambas que fazem descarte irregular.

A iniciativa é de um candidato a vereador que não foi eleito em Cachoeirinha, na região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

“Moradores pediram para eu concorrer como vereador, mas não fui eleito. E as placas que espalhamos pelas residências, [agora] após a campanha, recolhemos e transformamos em placas de proibido lixo”, contou Uilson Moreira Droppa, em entrevista ao SóNotíciaBoa.

“Estou fazendo com as placas da minha campanha. Passei recolhendo em todas as casas. Noto que a maioria dos candidatos instala e depois ninguém recolhe”, afirmou.

Como

As novas placas recicladas, que iriam para o lixo após campanha, são cobertas com um novo adesivo escrito “Proibido colocar lixo”.

Uilson explica que o custo para fazer o adesivo “proibido lixo” será pago com mais reciclagem:

“Vamos pagar com o lixo reciclável que recolhemos semanalmente e vendemos para um ferro velho. Ai o dinheiro que entrar, mandaremos fazer mais adesivos para colocar nas outras placas”, revelou.

Ele conta que “até o momento 40 placas [foram] revitalizadas, mas vamos revitalizar muito mais”, promete.

Reciclagem

Uilson Moreira Droppa ficou conhecido na região por transformar – junto com vizinhos – um terreno que recebia lixo irregular na primeira praça do bairro, como mostramos em 2019 no SóNotíciaBoa.

Para evitar que caçambas voltassem a jogar lixo no local, eles ocuparam o espaço com pneus pintados, plantaram flores, árvores e instalaram bancos feitos com restos de madeira, balanço e gangorras, para pais e filhos se divertirem.

Em 2020, ele e um amigo se uniram para transformar pneus jogados no lixo em vasos, lixeiras, poltronas, pula-pula e caminhas para cachorro. Assim conseguiram fazer dinheiro durante a crise.

Uilson com placa reciclada - Foto: arquivo pessoal
Uilson com placa reciclada – Foto: arquivo pessoal
Uilson com algumas placas recolhidas - Foto: arquivo pessoal
Uilson com algumas placas recolhidas – Foto: arquivo pessoal

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa