Irmãs se reencontram após 55 anos através de plataforma de DNA online

3323
Silvana e Ivone sempre viveram perto uma da outra, mas não sabiam disso. - Foto: arquivo pessoal
Silvana e Ivone sempre viveram perto uma da outra, mas não sabiam disso. - Foto: arquivo pessoal

As plataformas que oferecem testes de ancestralidade têm se tornado cada vez mais comuns em outros países. Aqui no Brasil, existe a Genera e foi através, dela, após um teste de DNA que Silvana Pinho de Souza, de 55 anos, encontrou a irmã Ivone Aparecida Conti Souza, de 59 anos.

Elas foram separadas quando Silvana nasceu. A mãe das duas não tinha condições de criar a filha e deu a criança para adoção.

O mais incrível é que as duas cresceram no mesmo bairro, em Pirituba, na Zona Oeste de São Paulo e tinham muitos amigos em comum, mas nunca se encontraram.

Hoje elas comemoram o reencontro e têm agora um sonho em comum: encontrar os pais biológicos.

Separadas na infância

Quando Silvana nasceu, a família passava por dificuldades financeiras. Sem condição de criar as duas filhas, a mãe entregou a bebê para adoção.

Ivone sempre soube da existência da irmã, mas com poucos recursos, não conseguiu seguir com a busca.

Exame de DNA

No ano passado, uma amiga que conhecia a história da Silvana e o desejo dela de encontrar a família, lhe deu de presente um kit do teste de ancestralidade Genera. (veja abaixo)

Após realizar o exame e cadastrar os dados na plataforma, Silvana encontrou um primo materno de segundo grau. E essa foi a ponte para chegar até a irmã, que não via há 55 anos.

Elas contaram que o reencontro foi emocionante. As duas fizeram um teste de DNA e comprovaram que são, de fato, irmãs. A mãe delas infelizmente já faleceu.

Encontrar pais biológicos

Ivone e Silvana querem agora que a família fique completa. Por isso, elas iniciaram juntas a busca pelos pais biológicos.

As irmãs são filhas da mesma mulher, mas os pais são diferentes. O pai da Silvana era pernambucano e trabalhava em um bar da Lapa, em São Paulo. Já o pai da Ivone era do Sul, caminhoneiro e se chama Armando.

Genera

O Genera é uma ferramenta nova no Brasil.

“Tem vários casos de pessoas adotadas, ou que cresceram longe das famílias, que nos procuram pedindo ajuda”, disse Ricardo di Lazzaro Filho, médico e sócio-fundador do laboratório.

O teste de DNA é feito em casa mesmo com uma espécie de cotonete. A pessoa recebe o kit, faz o teste de saliva e depois ele vai para o laboratório.

O teste de ancestralidade básico custa 199 reais. Com o resultado dele, a pessoa pode acompanhar a busca de parentes pela plataforma na internet.

Veja como funciona o teste e a Genera no site da empresa.

As duas irmãs agora querem encontrar os pais biológicos - Foto: arquivo pessoal
As duas irmãs agora querem encontrar os pais biológicos – Foto: arquivo pessoal

Por Monique de Carvalho, da redação do Só Notícia Boa