EUA flexibilizam o uso de máscaras para vacinados no país

Vacinados estão liberados do uso de máscaras em ambientes de pouca circulação de pessoas. - Foto: Angela Weiss/AFP
Vacinados estão liberados do uso de máscaras em ambientes de pouca circulação de pessoas. - Foto: Angela Weiss/AFP

Com o um terço do país vacinado, o governo dos Estados Unidos liberou a população totalmente imunizada para deixar de usar máscaras em alguns locais.

“Nós estamos flexibilizando as restrições para que as pessoas possam sentir que estão voltando para algum grau de normalidade. Retirar as restrições de uso de máscaras em espaços fechados é um passo importante e na direção certa”, afirma o conselheiro sênior sobre a pandemia do governo Joe Biden, o imunologista Anthony S. Fauci.

A principal exigência é que a pessoa tenha tomado as duas doses da vacina e mantenha as regras de distanciamento social, tanto em ambientes internos quanto externos.

A notícia foi muito comemorada, até mesmo por quem não vive no país. A não obrigatoriedade da máscara aponta uma saída não tão distante da pandemia e isso é notícia boa em todo o mundo!

A medida americana está valendo desde a última quinta-feira e foi estabelecida dentro de algumas condições.

Incentivo à vacinação

Para os governantes, a liberação das máscaras pode incentivar a população a se vacinar. Os Estados Unidos ainda enfrentam uma grande parcela da população que é contra a vacina.

Até a última quarta-feira, 12, aproximadamente 154 milhões de norte-americanos haviam tomado ao menos uma dose de vacina contra a Covid-19.

Entretanto, o país vem reduzindo o número de pessoas que buscam pela imunização. A média de doses aplicadas por dia nesta semana foi de 2,16 milhões, uma queda de 36% em comparação com o pico de 3,88 milhões, observado em meados de abril.

Do lado de cá, torcemos para que essa realidade chegue logo ao Brasil.

Repórter tira máscara ao vivo

Veja o momento histórico em que uma jornalista brasileira, correspondente nos Estados Unidos – e imunizada com as duas doses da vacina – tira a máscara pela primeira vez ao vivo na TV.

A correspondente da #GloboNews na Casa Branca, Raquel Krähenbuhl, ficou emocionada durante a transmissão.

Assista:

Por Monique de Carvalho, da redação do Só Notícia Boa. – Com informações de IG Saúde e SNB