Brasil conquista 4 ouros e 1 prata na Olimpíada Internacional de Economia

989
Estudantes brasileiros levam país ao tricampeonato na Olimpíada Internacional de Economia - Foto: divulgação

Não é só em Tóquio. Brasileiros também conquistaram medalhas na Olimpíada Internacional de Economia, na Europa.

Um time de cinco jovens estudantes brasileiros do Ensino Médio consagrou o Brasil como tricampeão na edição deste ano, sediada na Letônia, na Europa.

No total eles conquistaram 4 ouros individuais e uma medalha de prata.

Os medalhistas

A equipe brasileira foi formada por estudantes de Santa Catarina e São Paulo.

Faturaram as medalhas de ouro os estudantes Caio Bento da Silva Luize, de Florianópolis (SC); Nicolas Goulart de Moura, de São Paulo (SP); Sebastião Froes Gomes Navarro, de São Paulo (SP); Vitor Alexandre Theodosio de Carvalho, de São José dos Campos (SP).

A medalha de prata foi conquistada por Ishan Matheus de Campos Unni, de São José dos Campos (SP).

Além deles, ainda completam o time brasileiro dois líderes de equipe: Tomás Aguirre Vaz e Rafael Carlini.

Avaliações

Todos os alunos passaram por 3 avaliações. Foram provas teóricas, apresentação de uma resolução de problemas de negócios e um jogo de gestão financeira.

Os temas abordados foram oferta e demanda, equilíbrio de mercado, taxas de juros negativas e teoria dos jogos aplicada à vacinação contra a Covid-19.

O Brasil conquistou quase um terço de toda a premiação. Segundo Vitor Alexandre, o resultado se deve à preparação adotada para o evento.

“As provas foram bastante desafiadoras, mas os problemas propostos eram interessantes, e saber que fomos bem preparados me deu calma para resolvê-los da melhor maneira possível. Fiquei muito feliz que alcançamos o primeiro lugar mais uma vez.”

Tricampeão

A Olimpíada Internacional de Economia teve a primeira edição em 2018, quando o Brasil conquistou o 3º lugar

Em 2019 foi campeão dentre 24 países e no ano passado, bicampeão mundial no Cazaquistão, com 3 medalhas de ouro e 2 de prata.

Olimpíada Brasileira de Economia

Os estudantes que participam da competição internacional  são selecionados por olimpíadas nacionais.

Para fazer parte, aqui no Brasil, é necessário fazer uma seletiva pela Obecon – Olimpíada Brasileira de Economia – para testar as habilidades analíticas e a curiosidade do competidor.

E não é fácil. As provas são divididas em 3 partes: Economia, Educação financeira e Negócios.

Podem participar estudantes a partir do 9º ano de ensino fundamental.

As inscrições são feitas diretamente pelo site da olimpíada.

Brasileiros medalhistas em 2021 - Foto: divulgação
Brasileiros medalhistas em 2021 – Foto: divulgação

Com informações do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações