Cientistas criam vacina em adesivo mais eficaz que seringas

1870
Adesivo de polímero possui microagulhas que alcançam a pele e administram o imunizante.- Foto: UNC-Chapel Hill
Adesivo de polímero possui microagulhas que alcançam a pele e administram o imunizante.- Foto: UNC-Chapel Hill

O medo da agulha da vacina pode estar com dias contados. Uma vacina em adesivo, autoaplicável e mais eficaz do que as vacinas convencionais, aplicadas com seringas, foi desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Stanford e da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

O adesivo é impresso em 3D e tem a grande promessa de tornar a vacinação muito mais acessível.

A pesquisa mostra ótimos resultados. Os dados apontam que a resposta imune da “vacina adesiva” é 50 vezes maior do que a vacina administrada sob a pele, e 10 vezes maior do que a vacina aplicada com seringas, no braço.

Como funciona

O adesivo é produzido a partir de um polímero que tem microagulhas na composição. Essas agulhas ficam alinhadas e têm tamanho suficiente para alcançar a pele e introduzir o imunizante.

O adesivo é quadrado e possui 1 cm de lado. Para realizar a aplicação, deve ser pressionado na pele por dois segundos. Depois disso, ele fica colado por 24h.

Os pesquisadores apontam diversos benefícios do uso da vacina em adesivo, mas destacam um ponto principal: o medo que muita gente tem de agulhas!

Os benefícios

A nova vacina ajuda a diminuir o sofrimento de quem tem medo de agulha e aumenta a adesão às campanhas de imunização.

Além disso, o imunizante gera uma menor quantidade de lixo infectante após a aplicação de vacinas e facilidade logística de armazenamento das doses.

Com informações de O Povo