Curado da leucemia, garoto de 12 alimenta desabrigados por um ano

1197
Abraham foi escolhido pela Make A Wish pra realizar um desejo e ele decidiu ajudar desabrigados Foto: Arquivo Pessoal
Abraham foi escolhido pela Make A Wish pra realizar um desejo e ele decidiu ajudar desabrigados Foto: Arquivo Pessoal

Após enfrentar uma leucemia e passar por um transplante de medula óssea, um garoto de 12 anos, não só venceu a doença, como realizou o desejo de alimentar desabrigados por um ano.

Abraham Olagbegi foi escolhido pela Make a Wish, organização que realiza sonhos de crianças gravemente doentes, e para surpresa de todos, em vez de um playstation, ele decidiu pela missão de bondade.

O menino organizou a família e voluntários que passaram então ajudar a comunidade distribuindo refeições quentes para quem tem fome.

Decisão

No caminho para casa de uma de suas inúmeras consultas médicas, o adolescente do Mississippi, EUA, compartilhou sua decisão com sua mãe, Miriam.

Abraham pediu para alimentar os sem-teto em sua área um dia por mês durante um ano inteiro.

“Sempre foi uma coisa boa a se fazer, e foi isso que cresci fazendo”, disse Abraham ao WLBT-News 3 .

“Então, eu volto às minhas raízes para fazer o que fui ensinado a fazer.”

“Quando ele dá aos outros com tanta facilidade em um momento em que todos deveriam apoiá-lo, você só precisa dizer que é um jovem notável”, disse Linda Sermons, uma assistente do Make-A-Wish Mississippi.

Rotina 

Na terceira quinta-feira de cada mês, a filial da Make-A-Wish no Mississippi se comprometeu a ajudar Abraham a se coordenar com organizações e empresas locais para alimentar até 80 desabrigados no Parque Poindexter de Jackson.

Em outubro, Abraham dirigiu dois eventos bem-sucedidos da “Mesa de Abraham”, distribuindo os bens doados para pessoas necessitadas.

“Quando os sem-teto pegavam o prato, alguns deles voltavam e cantavam para nós e nos agradeciam”, disse Abraham à CBS News .

“É muito bom, aquece nosso coração – e meus pais sempre nos ensinaram que é uma bênção ser uma bênção.”

Missão continua

Quando o ano acabar, Abraham pretende continuar a missão.

“Estamos muito entusiasmados por poder continuar neste esforço. É tão gratificante ”, disse Miriam.

“Se eu estivesse na rua, sem-teto, gostaria que alguém em algum momento pensasse em mim e fizesse algo especial por mim, então, é isso que tento incutir nos meus filhos.”

Leucemia

Abraham ainda recebe exames semanais para monitorar sua condição, mas ele tem fé em seu futuro.

“Eu sou uma pessoa de esperança”, comemorou o garotinho inspirador.

Com informações do GNN