Professor entrega cartas que ex-alunos escreveram há 20 anos

6614
A emoção dos ex-alunos na entrega das cartas escritas por eles no ano 2000 - Foto: arquivo pessoal
A emoção dos ex-alunos na entrega das cartas escritas por eles no ano 2000 - Foto: arquivo pessoal

Ex-alunos do professor brasileiro Antero Macedo, de 65 anos, receberam cartas que eles mesmos escreveram há 20 anos… imagina como foi a emoção deles neste finalzinho de ano.

Há poucos dias demos a notícia da entrega das cartas e agora você vai conhecer detalhes de algumas cartinhas.

Os sonhos da adolescência voltaram em textos com recortes, fotografias e outros pedaços de um tempo em que tudo parecia ser possível. Após duas décadas, ele postou 500 de 1.200 cartas guardadas nestes últimos anos em uma “cápsula do tempo”.

Sonhos e metas

Uma das alunas que recebeu as memórias da adolescência foi a produtora e fotógrafa Lorena Brunet, hoje com 25 anos.

Na cartinha que escreveu quando tinha apenas 13 anos, Lorena reencontrou uma lista de filmes a serem vistos — que agora tenta atualizar —, colagens com fotos e a boneca “Bratz” e um pôster dos “Rebeldes”.

Dos cinco sonhos listados aos 13 anos, a fotógrafa afirmou que dois deles viraram realidade: ter um irmão e ser feliz.

O sonho de se tornar uma médica famosa, foi trocado por outras habilidades, que segundo a jovem, descobriu com o passar dos anos.

“Hoje, trabalho com parte criativa. Ao rever tudo, percebi o quanto já era criativa. Coloquei de tudo lá dentro: desde pedaços de coisas que usava na época, embalagens de perfume e caixinha de um lanche do colégio”, conta rindo.

Lorena também vibra por ter mantido a antiga menina e se orgulha de não ter perdido a essência com o passar dos anos. “Eu tinha medo de decepcionar a Lorena de antes. No entanto, percebi o quanto sou parecida com aquela menina, mas com muitas outras experiências e maturidade. Por mais que os sonhos não batam, fiquei orgulhosa pelo que me tornei”, avaliou.

Projeto Máquina do Tempo

Professor de História e Geografia, Antero batizou o projeto pedagógico de “Máquina do tempo” e o desenvolveu em todas as turmas que lecionava, em quatro escolas de Fortaleza, no Ceará.

Ele contou que a ideia surgiu após ver um professor universitário realizando o mesmo projeto. “Como eu não gosto de ficar na ‘caixinha’, busquei trazer meus alunos para a sala de aula de outra forma”, explicou.

Na época, os estudantes tinham entre 13 e 16 anos. “Eu chegava na sala de aula e perguntava se eles acreditavam na viagem da máquina do tempo. Começava, então, o debate”, relembrou.

“Depois, eu falava: ‘e se eu dissesse que posso levar vocês para viajarem nela?’ Aí eles se encantavam, eu explicava e fazia a proposta para eles escreverem sobre seus sonhos, que eu entregaria a carta anos depois”, completou.

A entrega foi feita após muitas pesquisas de contatos, começando pelos registros dos antigos colégios. Ele então anunciou que estaria entregando as cartinhas na praça de alimentação de um shopping, cumprindo todos os protocolos sanitários.

O professor pretende organizar novos encontros para entrega das demais até o fim julho de 2022. Depois disso, afirmou, queimará as cartas para que não parem nas mãos de outras pessoas. A divulgação ocorrerá através das redes sociais e grupos de ex-alunos, no aplicativo WhatsApp.

Professores são seres realmente incríveis e únicos! A Mari Tatiane também está ajudando um dos alunos dela, que escreveu uma carta pedindo comida. Lançamos uma vaquinha para ajudar o adolescente e você pode transformar a vida desse garoto! Conheça a história e doe no Só Vaquinha Boa!

A entrega das cartas ocorreu em um shopping de Fortaleza - Foto: arquivo pessoal
A entrega das cartas ocorreu em um shopping de Fortaleza – Foto: arquivo pessoal
Itens deixados na carta da Lorena - Foto: arquivo pessoal
Itens deixados na carta da Lorena – Foto: arquivo pessoal

.

Lista de sonhos da Lorena, feita há uma década- Foto: arquivo pessoal
Lista de sonhos da Lorena, feita há uma década- Foto: arquivo pessoal

.

Lorena recebeu a carta da "máquina do tempo" - Foto: arquivo pessoal
Lorena recebeu a carta da “máquina do tempo” – Foto: arquivo pessoal

Com informações de Diário do Nordeste