Sem-teto passa em universidade pública e ganha apoio para não desistir do sonho

-
Por Jéssica Souza
Compartilhar
Imagem de capa para Sem-teto passa em universidade pública e ganha apoio para não desistir do sonho
Doe pelo PIX: sem-teto-faculdade@sovaquinhaboa.com.br - Foi a paixão pela leitura e pela escrita que fez Valdemir, não desistir de tudo. Foto: Arquivo Pessoal

Estudando sozinho e vencendo a luta contra o crack, o sem-teto Valdemir Bispo de Jesus, 38 anos, passou em Letras na universidade pública Unb – Universidade de Brasília.

Hoje, Valdemir está acolhido em uma casa de passagem em Taguatinga Norte (DF), pelo Instituto Inclusão, onde o sonho de ser professor e ajudar outras pessoas só cresce. “Eu cresci lendo e fazendo poesias. Com o suporte da equipe do Instituto, consegui me inscrever para o vestibular na última hora. Eles acreditaram no meu sonho. Estou muito emocionado com todo esse apoio”, disse o mais novo universitário ao Só Vaquinha Boa/ Só Notícia Boa.

Agora ele precisa de ajuda financeira para não perder a grande chance de mudar de vida. Para apoiá-lo nesse início das aulas com custos do transporte e alimentação, você pode contribuir pelo PIX: sem-teto-faculdade@sovaquinhaboa.com.br . Ou pode também acesser a vaquinha dele aqui.

Paixão pela leitura e luta contra o crack

Foi a paixão pela leitura e pela escrita que fez o baiano, nascido em Itaberaba, não desistir de tudo. Ele passou a conhecer pessoalmente grandes nomes da literatura brasiliense e a divulgar vários poemas de autoria própria até que, por volta de 2012, conheceu o crack. “Passei por esse pesadelo”, disse.

Foram nessas idas e vindas com o crack que Valdemir conheceu o Instituto Inclusão, que ajuda no encaminhamento de pessoas para casas de passagem mantidas pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).

Com o apoio da equipe, ele contou do sonho de cursar uma universidade e fez a inscrição no final de 2021 para o vestibular.

Apoio financeiro para início das aulas

Por isso, em conjunto com o Instituto que o acolheu, estamos com a vaquinha para ajudá-lo com os custos do estudo. As aulas têm início no próximo semestre e Valdemir não tem nem roupa para poder ir às aulas.

Com a vaquinha, poderemos garantir o transporte, alimentação, além de roupas e um celular simples para que ele possa acompanhar os materiais e informações da universidade.

“Valdemir vai precisar pegar ônibus todos os dias e pelo menos um celular para acompanhar as aulas. Ele está muito empolgado para o início das aulas”, disse a psicóloga do Instituto, Aline de Sousa Ferreira, que tem dado todo o suporte para que a ajude chegue até o Valdemir.

Todo o esforço valeu a pena. A aprovação para Língua Portuguesa e Respectivas Literaturas veio.

E agora, Valdemir precisa do apoio para o início das aulas. Para ajudá-lo, você pode contribuir pelo PIX: sem-teto-faculdade@sovaquinhaboa.com.br ou acesse a vaquinha aqui.

Valdemir e a equipe do Instituto Inclusão. Foto: Arquivo Pessoal

Valdemir e a equipe do Instituto Inclusão. Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Estudando para ser professor – Foto: Arquivo Pessoal