Mãe que deu à luz em coma acorda: desenganada

1092


Foto: Giles Family / Facebook

Quem duvida da força da fé e da esperança?
Nos Estados Unidos uma jovem de 20 anos, que estava grávida, teve um acidente grave de carro em dezembro passado e entrou em coma quando estava no quinto mês da gravidez.
Um mês depois do acidente, Sharista Giles, deu à luz um menino prematuro, com menos de 1 quilo de peso.
Na época os médicos do Tennessee desenganaram a família: disseram que a mãe nunca mais sairia do coma.
Mas este mês, todos tiveram uma supresa. Contrariando todas as expectativas, Sharista abriu os olhos.


“Os médicos diziam que não havia nada a fazer”, disse à ABC a mãe de Sharista, Beverly Giles.
“Eles tinham desistido, mas nós nunca deixámos de ter esperança. Ela é uma lutadora”, diz Beverly, de 49 anos.

Em março, a família tinha transferido Sharista para uma unidade hospitalar especializada em reabilitação, o Harriman Care and Rehabilitation Center.

Este mês a família recebeu um telefonema dizendo que a jovem estava acordada.
Todos correram para o Harriman Care para a vê-la.

Recuperação
Sharista está consciente, mas ainda não fala.
Ela pisca os olhos e aperta as mãos aos familiares que a reconfortam.

A jovem segue o pai com os olhos, quando este se movimenta no quarto.

O pai mostrou a Sharista uma foto do seu bebê, e quando guardou o retrato Sharista virou a cabeça, se esforçando para ver a foto novamente.

O parto
Os médicos tinham sido forçados em janeiro a induzir o parto para salvar a mãe e a criança, que agora pesa 3 quilos.
A família ainda não o batizou, chama o menino de “Bebé L“, conta a avó da criança.

Ainda não há um prognostico seguro para a evolução do estado de Sharista, mas a família quer dar um passo de cada vez.
O próximo passo será levar o Bebé L para ver a mãe, assim que ele deixar a unidade neo-natal de cuidados intensivos.

Com informações do Zap e ABCNews
Matéria sugerida por Karen Gekker