Japão dá exemplo: conserta cratera gigante em menos de 1 semana

986
Foto: Jiji Press/AFP
Foto: Jiji Press/AFP

O Brasil tem muito o que aprender com o Japão: na ética dos políticos, no respeito aos idosos, na poupança desde a infância, na dedicação aos estudos…. e também na eficiência do poder público.

A grande cratera de 300 metros quadrados, que apareceu na terça-feira (8) da semana passada na região central da cidade de Fukuoka, foi consertada em menos de uma semana e o local já foi reaberto para o trânsito.

Segundo a mídia local, citada pelo jornal ‘The Guardian”, em dois dias o buraco já estava praticamente preenchido.

Como? Os operários trabalharam dia e noite para consertar o estrago rapidamente.

Motivo

As autoridades de Fukuoka, quinta maior cidade do Japão, com 1,4 milhões de habitantes, suspeitam que o afundamento foi provocado pelas obras para a ampliação de uma linha de metrô, informou a agência “Kyodo”.

O pavimento começou a afundar em um cruzamento entre duas importantes avenidas em frente à estação ferroviária de Hakata, a maior da cidade e o buraco foi aumentando gradualmente até atingir cerca de 20 metros de largura e 15 de comprimento, obrigando a polícia a esvaziar os edifícios e as áreas próximas.

A cavidade começou a encher de água procedente dos tubos subterrâneos.

Por se tratar de uma das principais vias da cidade, o fato causou problemas no trânsito e deixou mais de 100 residências sem energia elétrica, daí a urgência em solucionar o problema.

O prefeito da cidade, Soichiro Takashima, disse que o solo agora está 30 vezes mais resistente que antes, e acrescentou que uma comissão de especialistas seria criada para determinar a causa exata da cratera.

Com informações do G1