Pantera Negra: estreia 1º super-herói negro do cinema

1173
Pantera Negra - Foto: divulgacão||Pantera Negra - Foto: divulgação|
Pantera Negra - Foto: divulgacão||Pantera Negra - Foto: divulgação|

O filme Pantera Negra, da Marvel Studios, veio pra quebrar preconceitos e ter recorde de público. (trailer abaixo)

Na estreia desta quinta-feira a expectativa era grande em torno do primeiro super-herói negro como protagonista.

T’Challa, o rei e protetor da fictícia nação africana de Wakanda, é interpretado por Chadwick Boseman.

Além de Boseman, o elenco inclui vários astros e estrelas negros: Lupita Nyong’o, Daniel Kaluuya, Angela Bassett, Forest Whitaker e Michael B. Jordan

É uma bandeira de Hollywood por mais diversidade e igualdade de gênero.

História

A trama de “Pantera Negra” conta a história de T’Challa, príncipe do reino de Wakanda, que após a morte do pai e viaja para os Estados Unidos, onde tem contato com os Vingadores.

Posteriormente, ele volta pra casa, na isolada e tecnologicamente avançada nação africana, para a sucessão ao trono e para ocupar o seu lugar de direito como rei.

Mas o reaparecimento de um velho e poderoso inimigo coloca o valor do personagem em teste, quando ele é levado a um conflito que colocará o reino, e todo o mundo em risco.

Confrontado pela traição e o perigo, o jovem rei precisar reunir seus aliados e liberar todo o poder do Pantera Negra para derrotar seus inimigos e assegurar a segurança de seu povo e de seu modo de viver.

Foto: divulgação
Foto: divulgação

O ator

Nascido na Carolina do Sul, em família oriunda de Serra Leoa, o ator Chadwick Boseman deu ao personagem refinado sotaque do Leste da África, apesar de tentarem demovê-lo dessa ideia.

“Fui categórico. Entonações e melodias do sotaque africano são tão clássicas como as da Grã-Bretanha ou da Europa”, explicou o intérprete de Pantera Negra.

O filme reservou espaço significativo para as mulheres.

“Na cultura africana, não há rei sem rainha. E essa história ressalta a rainha, a guerreira, a generala, a jovem irmã”, afirmou a atriz Angela Bassett, que interpreta Ramonda, mãe de T’Challa.

 

Foto: divulgação
Foto: divulgação

O diretor

As expectativas são grandes em torno do longa de Ryan Coogler – de Creed: nascido para lutar – que aos 31 anos, é um dos diretores promissores de Hollywood.

O personagem Pantera Negra, que apareceu em Capitão América: guerra civil (2016), também foi o primeiro a figurar nos quadrinhos americanos – chamou a atenção em Quarteto Fantástico, em 1966.

Porém, não se pode ignorar o caminho aberto por Wesley Snipes em Blade, e por Halle Berry como Tempestade em X-Men e no filme Mulher-Gato.

Pantera Negra - Foto: divulgação

Recorde de público

O longa Pantera Negra, da Marvel Studios, tem tudo para se tornar rapidamente um grande sucesso de bilheteria!

As últimas projeções da indústria apontam para uma abertura entre US$ 165 e 170 milhões neste final de semana nos Estados Unidos, estabelecendo um novo recorde para o mês de fevereiro.

Com as recentes críticas superpositivas, a produção vem chamando ainda mais a atenção dos espectadores.

Alguns estúdios chegam a afirmar que o filme da Marvel pode passar dos US$ 180 milhões e talvez alcançar os US$ 200 milhões em seu lançamento.

Seja como for, qualquer resultado acima dos US$ 120 milhões já será considerado um grande sucesso para a produção, que tem orçamento estimado em US$ 200 milhões.

A trilha sonora contou com a participação de Kendrick Lamar, que está entre os nomes mais importantes do hip-hop norte-americano.

No Brasil, o filme inclui rap composto especialmente pelo paulistano Emicida.

Pantera Negra está em cartaz em todo o circuito nacional de cinema.

Veja o trailer:

Com informações da TecMundo e Uai