Autismo: Lei Romeo Mion passa no Senado e aguarda sanção

Romeo e Marcos Mion - Foto: reprodução / Instagram|Mion
Romeo e Marcos Mion - Foto: reprodução / Instagram|Mion

Só falta a sanção do presidente da república para que a Lei Romeo Mion, aprovada na semana passada pelo Senado, entre em vigor.

Além de fornecer uma carteira exclusiva e gratuita para pessoas com autismo, ela determina que autistas terão prioridade no atendimento em estabelecimentos públicos e privados, e obriga cinemas a oferecer, uma vez por mês, sessões específicas para pessoas com autismo, com as adaptações necessárias para melhor acomodar esse público.

Após a sanção, o documento poderá ser solicitado em órgãos municipais de todo o Brasil.

Comemoração

“[A Lei dá] o respeito e reconhecimento que eles merecem. Dá um patamar de visibilidade inédito”, comemorou Marcos Mion, pai de Romeo e apresentador da RecordTV.

A lei foi batizada com o nome do filho mais velho de Marcos Mion, Romeo, que tem Transtorno do Espectro Autista.

“Minha vontade é só pular, chorar, agradecer”, comentou Mion.

O apresentador agradeceu a todos que contribuíram para a aprovação da lei.

Livro

Na mesma noite em que a Lei Romeo Mion foi aprovada, o apresentador realizava a sessão de autógrafos no lançamento do seu mais novo livro, Detone Este Livro Com Seu Filho.

A obra foi uma ideia do caçula de Mion, Stefano, de nove anos, e fala sobre a relação entre os dois.

Marcos Mion já tinha publicado outros dois livros sobre a relação com Romeo e Donatella, a filha do meio.

Stefano desenhou a capa e escreveu as regras de como usar o livro, além de uma história que busca incentivar as crianças a lerem mais.

A obra inclui atividades que pai e filho realizam juntos para proporcionar momentos em família e tirar as crianças das telas de aparelhos eletrônicos.

Com informações do Estadão

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube