Viagem de SP à Nova Iorque será de 1 hora com avião hipersônico

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Agência Espacial do Reino Unido anunciou a criação do “avião espacial” hipersônico, com tecnologia capaz de atingir a velocidade do som.

A aeronave poderá levar passageiros de Londres até Sidney em 4 horas, cinco vezes mais rápido que os voos atuais, que duram cerca de 22 horas. E de São Paulo à Nova Iorque em apenas uma hora.

O CEO da Agência, Graham Turnock, anunciou que o Reino Unido estaria trabalhando mais estreitamente com a Austrália em um acordo de “primeira ponte espacial do mundo”, para transportar passageiros de um continente para o outro em apenas quatro horas.

O projeto, que leva o nome de Synergetic Air-Breathing Rocket Engine (SABRE), está sendo desenvolvido pela Reaction Engines e conta com o financiamento de empresas do setor.

Motor hipersônico

A velocidade incrível será possível por conta de um novo motor hipersônico que os cientistas da Reaction Engines estão desenvolvendo atualmente.

Ele é alimentado por uma combinação de hidrogênio e oxigênio.

Um dos desafios do voo hipersônico é garantir que a parte mecânica resista ao calor e não derreta, para isso a tecnologia faz com que o ar resfrie por minúsculos tubos de congelados e depois utiliza esse calor capturado para fornecer energia ao motor.

“Nosso pré-resfriador pega o ar que chega a 1.000 graus centígrados e o resfria a zero em um vigésimo de segundo”, disse Shaun Driscoll, da Reaction Engines.

Os testes de equipamentos e a construção de mecanismos para a realização do avião espacial custaram até agora para o governo britânico cerca de 60 milhões de libras e segue em ritmo acelerado.

Os dirigentes prometem voos de teste programados para começar agora em 2020 e comerciais para 2030.

Com informações Revista L’Officiel

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no: