Vacina contra covid “não será cara”, promete Oxford

Foto: ThisEngineeringraeng / Unsplash
Foto: ThisEngineeringraeng / Unsplash

A vacina contra a covid-19 que o Instituto Jenner, da Universidade de Oxford, na Inglaterra, está testando em humanos terá preço acessível para o mundo inteiro, se for aprovada.

Quem garante é o professor Adrian Hill, diretor do Instituto Jenner. E ele explicou o motivo:

A produção da vacina será feita em pelo menos sete locais diferentes espalhados pelo planeta para garantir o preço baixo. “Esse sempre foi o nosso plano”, disse o cientista para à agência Reuters.

Até setembro

O grupo de pesquisa trabalha em parceira com o conglomerado farmacêutico AstraZeneca.

A expectativa dos pesquisadores é de que cerca de um milhão de doses do método de imunização estejam disponíveis até setembro.

A vacina ChAdOx é uma combinação de proteínas do novo coronavírus com uma versão enfraquecida do vírus do resfriado comum.

Testes em humanos

Pelo menos 1,1 mil voluntários participam dos testes de imunização do grupo de Oxford.

A pesquisa está em fase de análise para saber como o corpo dos infectados reagiu à ameaça viral.

Os pesquisadores querem cumprir essa etapa até agosto, para depois apresentar os primeiros resultados.

Antes, os cientistas fizeram o teste de imunização com um grupo de seis macacos e viram resultados animadores com apenas uma dose da vacina.

Todos os primatas desenvolveram anticorpos que agem contra a Covid-19 em até 28 dias, alguns deles, logo nos primeiros 14 dias.

A vacina evitou que o vírus provocasse danos nos pulmões dos animais expostos à doença ou que se replicassem.

A Universidade de Oxford figura entre os institutos que estão mais perto de concluir as pesquisas de uma vacina contra o novo coronavírus.

Com informações do Estadão e Reuters