Tem chuva de estrelas cadentes nesta semana

Foto: reprodução Space
Foto: reprodução Space

Teremos mais espetáculo de estrelas cadentes em novembro, graças aos meteoros taurídeos e os leonídeos.

As partículas de poeira deixadas pelo cometa Encke, em seu trajeto ao redor do Sol, dão origem a duas chuvas de meteoros este mês.

A mais intensa é a Taurídeos do Norte. O ápice será na noite desta quarta, 11 de novembro para quinta, 12.

Como assistir

Olhe para o norte a partir da 1h da madrugada, próximo ao aglomerado de estrelas das Plêiades.

É provavelmente a melhor noite para assistir à chuva de meteoros Taurid, já que a lua estará crescente e portanto, favorecendo o céu escuro.

A previsão é cerca de 10 a 15 meteoros por hora durante a madrugada.

Taurídeo, tem esse nome por causa da constelação de Touro.

Leonídeos

No dia 17 tem meteoros em Leão, os chamados leonídeos.

Os Leonídeos são célebres pelas históricas chuvas de meteoros em 1833, 1866, 1966, 1999 e 2001, quando a Terra interceptou a nuvem de detritos deixada pelo cometa Tempel-Tuttle.

Nos outros anos, o número de meteoros foi bem menor, mas ainda justifica a vigília na alta madrugada. Olhe para o nordeste a partir das 4h, abaixo da estrela Regulus.

A chuva de meteoros das Leônidas deve atingir o pico entre a meia-noite e o amanhecer de 17 e 18 de novembro.

Conforme a Terra passa pelas trilhas de destroços do cometa Tempel-Tuttle, você deve ver de 10 a 20 meteoros brilhantes e rápidos por hora.

Leônidas se chama assim, porque do ponto onde surgem, formam a cabeça e a crina da constelação de Leão.

Com informações do SpaceGreenockTelegraph