Avô e neto com Down exibem cicatriz de cirurgias: poder de sobrevivência

1184
Foto: Lindsey Tatum
Foto: Lindsey Tatum

Vovô e netinho exibem cicatrizes de cirurgias cardíacas, numa sessão de fotos adorável, pra mostrar que vale a pena lutar pela vida.

James O’Leary, de Sonoma County, Califórnia, EUA, recebeu o nome de seu avô, Jim Simpson. O menino tem síndrome de Down e os dois têm muito mais que afeto.

Uma das cirurgias de James deixou a longa cicatriz no peito e o avô fez a mesma cirurgia 8 anos antes, no mesmo dia.

“James e seu avô têm um vínculo inegável e o amor de um pelo outro é tocante. Os olhos dele brilham quando vê seu avô”, disse Larkin, mãe de James.

ONG

Larkin O’Leary, mãe de James, é a presidente e fundadora da Common Ground Society , uma organização sem fins lucrativos para “educar e capacitar nossa comunidade pra ser mais compassiva, receptiva e inclusiva com as pessoas com deficiência”.

Ela começou a fundação depois de ver o filho passar por 28 cirurgias nos primeiros anos de vida.

Sessão de fotos

A fotógrafa Lindsey Tatum capturou uma poderosa série de fotos de James e Jim.

Para comemorar o quão longe os dois chegaram, Larkin recentemente compartilhou as fotos na página do Facebook da Common Ground Society.

“Essas fotos significam muito para mim por alguns motivos importantes. Primeiro, porque houve um momento em que eu não sabia se meu pai ou meu filho sobreviveriam”, explicou Larkin.

“São fotos de sobrevivência e força. Essas fotos também mostram o vínculo indescritível que meu pai e meu filho têm”.

“As fotos também são importantes porque capturam o início da montanha-russa da vida que temos agora”, acrescentou a mãe.

“Tanto meu filho quanto meu pai me ensinaram como a vida realmente é preciosa”, concluiu.

Fotos: Lindsey Tatum Photography
Fotos: Lindsey Tatum Photography

Foto: Facebook
Foto: Facebook

Com informações do Inspire More