Casas de cidade na Itália são vendidas a 6 reais: próximo a Roma

Foto: Divulgação Comune Castropignano
Foto: Divulgação Comune Castropignano

Mais uma cidade na Itália está vendendo imóveis a um euro – R$ 6,30 – agora na região sul de Molise.

Trata-se de Castropignano, uma vila com um castelo medieval em ruínas, localizada a 225 quilômetros a sudeste de Roma. É a mais recente comunidade a oferecer suas casas abandonadas aos recém-chegados.

A vila está seguindo os passos de Salemi, na Sicília, e Santo Stefano di Sessanio, em Abruzzo, que lançaram incentivos a recém-chegados.

Pessoas certas

São cerca de 100 imóveis abandonados e o prefeito Nicola Scapillati quer encontrar as pessoas certas pra cada uma dessas casas vagas, sem fazer leilões.

“Não quero que minha cidade seja invadida por gente que está só atrás de casa, ou se transforme no mais novo centro de especulação imobiliária. O esquema aqui é um pouco diferente. Estou seguindo dois caminhos paralelos, entrando em contato com possíveis compradores e antigos proprietários ao mesmo tempo, passo a passo, para fazer a demanda atender à oferta”, disse.

Direto no E-mail

Scapillati quer que os interessados enviem um e-mail diretamente a ele.

“Peço a todos que queiram comprar uma nova casa aqui [para que] enviem um email diretamente para mim com um plano detalhado de reforma e o que gostariam de fazer com a propriedade, ou seja, torná-la uma casa, uma pousada, um negócio ou uma loja de artesanato”, detalhou.

“Os candidatos também devem listar quaisquer necessidades que possam ter, como acesso para cadeirantes. A vila é bem pequena e os carros não conseguem passar pelas ruelas estreitas e pelos degraus.”

Quanto mais específico for o pedido, mais fácil será encontrar a habitação adequada e estabelecer contato com o atual proprietário.

“As pessoas precisam saber exatamente o que estão comprando.”

Para tornar tudo mais oficial, Scapillati está avisando as embaixadas italianas no exterior sobre o projeto.

Veja o regulamento aqui e como concorrer.

Contrapartida

Os compradores devem reformar a propriedade no prazo de três anos a partir da compra e pagar uma caução de entrada no valor de dois mil euros (aproximadamente R$ 12,5 mil), que será devolvida assim que as obras forem concluídas.

O projeto foi lançado em outubro, quando as autoridades disseram aos proprietários de casas abandonadas que, caso não as reformassem, a prefeitura se apropriaria delas por uma questão de segurança.

Até o momento, muitas pessoas já concordaram em entregar suas propriedades, dispostas a abrir mão de imóveis cuja demolição custaria caro.

Scapillati está confiante de que pelo menos 50 proprietários entregarão suas casas.

Mas, caso não haja resposta, a câmara municipal desapropriará os imóveis e os colocará à venda.

Alegria

“Dói ver a beleza do nosso centro histórico marcado por casas em ruínas, caindo aos poucos”, lamenta o prefeito.

“É triste e perigoso. Sem reforma, esses imóveis são uma ameaça. Eles podem desmoronar a qualquer momento. É também uma questão de segurança”.

Ele espera que, com a ajuda dos novos moradores, a vila recupere sua alegria de viver e também se torne mais segura.

Interessado?

Entre em contato com o prefeito Nicola Scapilati pelo e-mail – nicola.scapilati@me.com

Município:
Via G. Marconi, 1 – 86010
Tel: 0039 0874.503132
Fax: 0039 0874.503522
e-mail: comune.castropignano@libero.it

http://www.comune.castropignano.cb.it/hh/index.php

comune de Castropignano
comune de Castropignano

O Castelo em ruínas da cidade Foto: C.Castropignano
O Castelo em ruínas da cidade Foto: C.Castropignano

Com informações da CNN Internacional