Mãe que não sabia da gravidez dá à luz em voo que levava equipe médica

1840
Foto: Hawaii Pacific Health
Foto: Hawaii Pacific Health

Lavinia “Lavi” Mounga deu à luz em pleno voo de férias para o Havaí, nesta semana.

A mãe, que não sabia que estava grávida de 29 semanas, chamou o recém-nascido de Raymond. “Eu simplesmente não sabia que estava grávida, e então Raymond (o bebê) apareceu do nada”, disse Lavinia.

A coincidência também surpreendente é que a bordo do avião – que ia de Salt Lake City para Honolulu – havia também uma equipe médica completa: 1 médico e 3 enfermeiras de terapia intensiva neonatal.

“Não sei como uma paciente tem a sorte de ter três enfermeiras de terapia intensiva neonatal a bordo do mesmo voo quando ela está em trabalho de parto de emergência, mas essa era a situação em que estávamos”, disse o Dr. Dale Glenn, de medicina familiar da Hawaii Pacific Health.

Parto

“Na metade do voo, houve uma chamada de emergência e eu já experimentei isso antes. Geralmente eles perguntam se há um médico a bordo”, contou o médico

“Era bastante urgente. Avisei a comissária de bordo que sou médico e ela disse que tínhamos uma mulher grávida, então corri para ver o que poderia fazer.”

Durante o resto do voo da Delta, Glenn, Bamfield e as enfermeiras Amanda Beeding e Mimi Ho cuidaram de Lavinia e de seu bebê. A equipe improvisou o socorro com os equipamentos disponíveis e manteve o bebê estável por três horas até o avião pousar.

Treinamento na selva

Glenn, de acordo com o comunicado, fez treinamento na selva para ajudar em partos, dada a ausência dos equipamentos usuais necessários para ajudar nessa hora.

Ele e as enfermeiras usaram cadarços para amarrar o cordão umbilical e fizeram aquecedores para o bebê com mamadeiras que eram colocadas no micro-ondas.

A certa altura, eles tiveram que usar um Apple Watch para monitorar a frequência cardíaca do bebê porque não tinham ferramentas normais disponíveis, disse o comunicado.

Mãe e bebê

Assim que o avião pousou em Honolulu, equipes médicas ajudaram a levar a mãe e o bebê ao Kapiolani Medical Center for Women and Children.

“A grande coisa sobre isso foi o trabalho em equipe. Todos participaram juntos e todos ajudaram”, concluiu Glenn.

Os dois passam bem!

Fotos: Hawaii Pacific Health
Fotos: Hawaii Pacific Health

Por Andréa Fassina, da redação do Só Notícia Boa – Com informações do GNN