Pesquisadora cria robô que ajuda crianças autistas na integração social

O robô ajuda crianças autistas na integração social - Foto: divulgação
O robô ajuda crianças autistas na integração social - Foto: divulgação

Uma pesquisadora de Hong Kong desenvolveu um robô que pode ser o suporte que pais de crianças autistas sempre desejaram.

O equipamento aplica um programa educacional desenvolvido para ajudar na integração social de crianças de 3 a 18 anos. Ele já ajudou mais de 1.200 crianças com tratamentos terapêuticos

Catherine So Wing-chee foi quem desenvolveu o Robot for Autism Behavioral Intervention – Robô para intervenção comportamental no autismo, ou RABI na sigla em inglês.

Contra discriminação

Em entrevista, Catherine disse que a ideia de desenvolver o RABI veio de uma indignação: “Ainda há pessoas que discriminam essas crianças. Você pode ver em seus rostos. Quando as veem gritar, olham para os responsáveis como se dissessem: ‘Por que você não ensina essa criança a se comportar?’”, desabafou.

Com os robôs, as crianças aprendem expressões, como demonstrar quando estão com fome, tontura e raiva.

As crianças veem os robôs realizando os gestos e ouvem o contexto em que são usados, enquanto os imitam.

Catherine acredita que a habilidade dos robôs de quebrar as barreiras de comunicação para as crianças autistas também abre caminhos de aprendizagem e desenvolvimento, que dificilmente seriam alcançados em uma sala de aula convencional.

É a tecnologia, mais uma vez, sendo nossa melhor amiga!

Catherine e o RABI - Foto: divulgação
Catherine e o RABI – Foto: divulgação
Robô ensina movimentos para crianças - Foto: divulgação
Robô ensina movimentos para crianças – Foto: divulgação

Com informações de Sie