BioNTech testa 1ª vacina contra câncer de pele: melanoma

1419
Homem prepara vacina contra covid-19, da Pfizer / BioNTech - Foto: Andrea Mantovani/The New York Times
Homem prepara vacina contra covid-19, da Pfizer / BioNTech - Foto: Andrea Mantovani/The New York Times

Viva a ciência! A farmacêutica alemã BioNTech acaba de testar a 1ª vacina contra câncer de pele em estágio avançado e afirma que teve bons resultados.

A BioNTech é a mesma empresa que desenvolveu em parceria com a Pfizer a vacina contra o coronavírus, que está sendo aplicada no Brasil e em outros países.

O primeiro paciente a receber a vacina contra melanoma em estágio foi anunciado na semana passada. A nova vacina experimental chama-se BNT111.

Como

O imunizante usa a tecnologia de mRNA para ensinar o sistema imunológico a combater a doença.

Ele codifica um conjunto fixo de quatro antígenos específicos do câncer de pele (NY-ESO-1, MAGE-A3, tirosinase e TPTE).

Primeiros resultados

De acordo com os pesquisadores, a vacina “mostrou um perfil de segurança favorável e resultados preliminares encorajadores na avaliação clínica inicial”.

A fase II do estudo deverá ser feita em 120 pacientes com melanoma em estágio avançado.

Esta fase vai avaliar a eficácia, tolerabilidade e segurança do BNT111 em combinação com Libtayo, um anticorpo monoclonal anti-PD-1 que foi co-desenvolvido pela Regeneron e Sanofi.

O ensaio já foi revisado e aprovado pelas autoridades regulatórias de vários países como Espanha, Alemanha, Itália, Polônia, Reino Unido, Estados Unidos e Austrália.

Vamos torcer para que dê tudo certo nas próximas fases de estudo! Parabéns aos cientistas!

Com informações da GlobeNewsWire e Exame