Após 19 anos em abrigo, gato idoso é adotado e ganha festa

691
Sammy esperou 19 anos para ser adotado e ganha uma família - Foto: Cincinnati Animal Care
Sammy esperou 19 anos para ser adotado e ganha uma família - Foto: Cincinnati Animal Care

Um vídeo de aniversário e um pedido de ajuda. Foi assim que Sammy, um gato persa idoso, de 19 anos, ganhou uma nova família de tutores.

O felino vivia no abrigo Cincinnati Animal Care, nos Estados Unidos há anos e nunca tinha sido adotado. Apesar de os novos tutores não terem sido identificados, o abrigo conta que o gatinho está muito feliz.

Sammy superou em quatro anos a expectativa de vida média dos gatos persas, que é cerca de 15 anos, mas está com a saúde em dia.

Viral

Quando souberam que Sammy completaria 19 anos, os voluntários do abrigo organizaram uma festa, com direito a balões, chapéus e muitos mais.

Um vídeo do gatinho e as fotos da festa vieram com um pedido que logo viralizou no Facebook:

O único pedido de aniversário dele é uma nova casa em que ele possa descansar sua cabeça e ser coberto de amor. Você pode abrir seu coração para esse adorável e carinhoso garoto?

Adoção

Os voluntários do Cincinnati Animal Care contaram que receberam mais de 2 mil mensagens, com pedidos de adoção para Sammy.

Por ser um gato idoso e que precisa de cuidados especiais, eles fizeram questão de avaliar bem a nova família.

O abrigo não informou os nomes das novas donas, mas escreveu:

“Essa é uma grande semana para Sammy! As pessoas que o adotaram na verdade já tinham entrado em contato conosco sobre ele antes de se tornar famoso na internet, e estavam esperando aqui fora mesmo antes de abrirmos hoje. Ele está indo para casa com um amigo felino idoso e já foi mimado com um novo chapéu!”.

Sammy com voluntária do abrigo - Foto: Cincinnati Animal Care
Sammy com voluntária do abrigo – Foto: Cincinnati Animal Care
Sammy - Foto: Cincinnati Animal Care
Sammy – Foto: Cincinnati Animal Care
Festa do Sammy - Foto: Cincinnati Animal Care
Festa do Sammy – Foto: Cincinnati Animal Care

Com informações de O Povo