Marcos Luvinha fala na TV Fortaleza e faz apelo para academia popular

240
Marcos Luvinha contou no Jornal da Câmara, na TV Fortaleza que a academia popular será para pessoas carentes malharem - Foto: reprodução
Marcos Luvinha contou no Jornal da Câmara, na TV Fortaleza que a academia popular será para pessoas carentes malharem - Foto: reprodução

Já na reta final da vaquinha para abrir uma academia popular em Fortaleza, o Marcos Paulo de Oliveira Matos, o “Luvinha”, faz a última chamada para a campanha, em uma entrevista para a TV Fortaleza. (vídeo abaixo)

A história do motorista de ônibus foi mostrada no Jornal da Câmara e conta como ele superou o vício da bebida e do cigarro com exercícios físicos e agora quer levar esse mesmo benefício para pessoas que passam pelo que ele passou, mas não têm dinheiro para pagar mensalidade de academia comum.

A vaquinha para a Academia do Luvinha está no finalzinho, mas ainda dá tempo para doar e ajudar. Acesse o Só Vaquinha Boa e contribua!

Relembre essa história

Hoje, aos 43 anos, o Marcos conta com muito orgulho a história dele de superação. Foram 10 anos lutando para sair do vício e melhorar de saúde. E foi a malhação que o ajudou no processo.

Ele conta que começou a fumar ainda muito cedo. De família bastante humilde, com 12 anos ele foi trabalhar nas ruas de Fortaleza vendendo jornal. Nessa época, teve o primeiro contato com o cigarro. Depois de um tempo, veio a dependência do álcool.

Marcos conta que fumava duas carteiras por dia e tomava rum e cachaça diariamente. Ele fumou dos 15 até os 33 anos e teve uma hemorragia no estômago, provocada por uma úlcera. O médico mandou parar de fumar e de beber.

Foi a frequência com exercícios físicos que o fez largar o vício. Só que ele entende as dificuldades e acredita que uma academia popular iria ajudar muita gente.

Vaquinha

“Malhar faz o cérebro liberar endorfina no corpo, um hormônio que dá sensação de recompensa e bem-estar. Foi isso que me ajudou a parar com aqueles vícios que prejudicaram tanto a minha saúde”, disse o motorista de ônibus.

Agora, cheio de saúde e feliz pela vitória pessoal, o Marcos acredita que pode fazer outras pessoas mudarem de vida também.

“Tem muita gente que não consegue pagar academia e gostaria de uma chance para abandonar o vício. Eu abracei essa missão”, disse Marcos Luvinha.

Vamos ajudar o Marcos nesse sonho mais que transformador? Para doar, é só acessar o Só Vaquinha Boa, escolher o valor da doação, a forma de pagamento e finalizar!

Veja a reportagem completa!