Vovó de 79 vence depressão no TikTok e alegra 2 milhões de fãs

-
Por Rinaldo de Oliveira
Compartilhar
Imagem de capa para Vovó de 79 vence depressão no TikTok e alegra 2 milhões de fãs
Vovó de 79 anos, Coracy Arantes, superou a depressão, virou tiktoker e hoje tem mais de 2,5 milhões de fãs - Fotos: reprodução / Instagram

Olha a receita dessa vovó de 79 anos para vencer a depressão: ela se reinventou e passou a alegrar a vida de muita gente! A goiana Coracy Arantes virou tiktoker e hoje tem mais de 2,5 milhões de fãs na rede social, além de 105 mil seguidores no Instagram.

E as intenções de Coracy são as melhores possíveis. Ela tem como seu maior objetivo fazer as pessoas felizes e incitar um estado de ânimo diferente do qual ela se encontrava anteriormente.

Moradora de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, em São Paulo, ela conta que em 2019 estava sem perspectivas de vida por causa da doença: “Saí da depressão por estar aqui”, comemora.

Como tudo começou

E foi assistindo TV que Coracy viu a história de uma mulher que havia passado pela mesma situação e conseguiu superar a doença.

Aí, com o incentivo do neto, o estudante de engenharia Gabriel Arantes, 20, ela começou a gravar vídeos para o TikTok, para deixar o problema no passado.

“Meu neto me perguntou se eu queria fazer. Aí disse: ‘Gabriel, eu não sei mexer com internet, meu telefone é simples’. Ele falou que íamos comprar um novo e eu ia aprender”, disse em entrevista ao Metrópoles.

E o “empurrão” do neto fez a diferença.

“Acho sensacional porque ela saiu de uma depressão super profunda. Foi muito legal para mim também, para eu ajudá-la”, agradeceu.

Os conteúdos

A vovó criou o Blog da Cora com ajuda do neto. Ele virou produtor da idosa, que além de dancinhas, trabalha o empoderamento feminino, faz gravações com lingerie, decotes e piadas com o “crush” nas centenas de vídeos publicados.

Dois anos depois Coracy Arantes é um sucesso nas redes sociais.

E a vovó surpreende pela coragem e desenvoltura.

Não sabia mexer com internet

Coracy Arantes nasceu em Itumbiara, Goiás e era cabeleireira quando jovem.

Mãe de duas filhas e avó de dois netos e uma neta, ela contou que no começo teve receio porque quase não mexia com a internet e também não via muitos idosos como influenciadores.

Um dos posts de mais sucesso dela é o “desafio do terninho” (acima), com mais de 70 milhões de visualizações. Nesse desafio, as mulheres aparecem somente com a parte de cima da roupa.

Se aceitar

No caso dos vídeos só de lingerie, a ideia é mostrar que ninguém deve ter vergonha de mostrar o corpo. “Falo muito com as mulheres para que aceitem o que Deus deu a elas, porque é o corpo delas. Cada um pode fazer o que quiser, sem se preocupar com gordura ou magreza”, disse.

Fã da cantora Anitta, Cora se sente feliz com a interação dos fãs que conquistou na internet. “As seguidoras mandam mensagem, agradecem, dizem que se sentiram bem me ouvindo. As pessoas veem e falam que eu sou linda, que sou isso, que sou aquilo. E eu gosto de mostrar que eu posso estar ali de lingerie, que eu tenho, sim, 79 anos. Faz toda a diferença”, garantiu.

Virou negócio

O carisma da idosa rendeu convites para publicidades. No ramo da maquiagem, ela divulga empresas como Nivea e Zanphy. Também já foi o rosto das bebidas da marca Beats Drinks e falou sobre saúde do idoso para a farmacêutica Janssen.

Cora afirmou que, diariamente, recebe comentários negativos sobre a idade e o conteúdo que produz. Além disso, algumas amigas – agora, “ex-amigas” – se distanciaram dela depois da vida tiktoker.

Mas a influenciadora não desanima e sequer dá ouvidos a esse tipo de mensagem: “Encaro com a maior tranquilidade. Acho que, se uma pessoa me acha feia e diz que sou uma velha, quem sabe se ela não gostaria de estar no meu lugar?”.

Maravilhosaaa!

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Coracy Arantes (@blogdacora)

Com informações do Metrópoles