2022 começa com chuva de estrelas e muito mais. Veja calendário

2518
A chuva está prevista para esta segunda-feira e poderá ser vista a olho nu se a sua região estiver com céu limpo Foto: StarWalk
A chuva está prevista para esta segunda-feira e poderá ser vista a olho nu se a sua região estiver com céu limpo Foto: StarWalk

2022 terá diversos fenômenos astronômicos como chuva de estrelas, superluas, eclipses, e visibilidade de planetas.

Janeiro começa com um espetáculo de meteoros Quadrântidas. Nesta segunda-feira, se o céu estiver limpo aí onde você está, já pode reservar um espaço na varanda, praia, ou no campo para observar os quadrântidas.

São as boas-vindas ao novo ano e o fenômeno será visível a olho nu no céu noturno. O pico está previsto para 3 e 4 de janeiro.

Veja fenômenos astrológicos previstos para 2022:

Mercúrio no Maior Alongamento Oriental

Alongamento ou elongação é a distância angular entre um planeta e o Sol em relação à Terra.

O fenômeno ocorrerá com Mercúrio no dia 7 de janeiro, quando o menor planeta do Sistema Solar estará em seu momento máximo alongamento. Ele será especialmente visível no leste logo após o pôr do Sol.

Chuva de meteoros Líridas

Esse espetáculo visual acontecerá no final de abril, quando poderá ser vista a “chuva” de até 20 meteoros por hora.

Os dias mais adequados para visualizar a Líridas serão 22 e 23 de abril.

Chuva de meteoros Eta Aquáridas

Os amantes de astronomia ficarão felizes com este fenômeno, já que a Eta Aquáridas, originada pelo cometa Halley, oferece um espetáculo visual de até 30 meteoros por hora.

A “chuva” será melhor vislumbrada nos dias 6 e 7 de maio.

Superlua de morango

O fenômeno da Lua “gigante” acontecerá no dia 14 de junho. Nessa data, ela estará em seu perigeu, que é o ponto mais próximo da Terra.

O termo “Superlua de morango” não tem a ver com a tonalidade do nosso satélite, apenas com a época do ano em que nativos americanos colhiam morangos.

Lua dos cervos

No dia 13 de julho, apenas um mês após a Superlua de morango, chega a vez da Lua dos cervos.

Esse nome curioso se deve ao fato de a Lua cheia coincidir com a época em que os cervos machos adquirem os chifres.

Chuva de meteoros Perseidas

Nos dias 12 e 13 de agosto você poderá desfrutar da chuva de meteoros Perseidas, que é o produto da interação dos remanescentes do cometa Swift-Tuttle com a atmosfera terrestre.

Essa chuva contribuiu com até 60 meteoros por hora nos últimos anos, então algo semelhante pode acontecer.

Saturno em oposição

Quando Saturno está em oposição em relação ao Sol, a partir da Terra, ele será iluminado pela luz solar e ficará bastante visível durante a noite de 14 de agosto.

Quem tiver uma luneta poderá enxergar o planeta e seus anéis no céu noturno.

Netuno em oposição

Assim como Saturno, é a vez de Netuno se opor ao Sol e se tornar mais visível no céu noturno.

O melhor dia para observar Netuno em oposição será 16 de setembro, mas deve-se levar em conta que, devido à distância do planeta, a melhor maneira de ver o fenômeno é usando um bom telescópio.

Chuva de meteoros Oriônidas

Essa peculiar chuva de meteoros também se origina dos destroços lançados pelo cometa Halley.

A Oriônidas poderá ser observada nas noites dos dias 21 e 22 de outubro.

Eclipse lunar total

No dia 8 de novembro, dois fenômenos bastante interessantes ocorrerão no céu noturno. A Lua de castor, que coincidirá com um eclipse lunar total e será visível principalmente no norte da Ásia e em algumas regiões da América do Norte.

O nome Lua de castor faz referência à época em que caçadores americanos matavam castores para retirada da pele dos animais.

Chuva de meteoros Geminídeos ou Gemínidas

O ano de 2022 se encerrará com um espetáculo único. A chuva de meteoros Geminídeos gerará um espetáculo no céu noturno com mais de 100 meteoros por hora.

Você poderá desfrutar de seu apogeu nos dias 13 e 14 de dezembro.

Com informações da TrendsBr