Cientistas desenvolvem pele humana para usar em robôs

-
Por Jéssica Souza
Compartilhar
Imagem de capa para Cientistas desenvolvem pele humana para usar em robôs
O tecido de pele usado no experimento foi cultivado em laboratório a partir de células humanas. Foto: Getty Images

Que incrível! Cientistas da Universidade de Tóquio, no Japão, recriaram a pele humana para ser usada em robôs.

O teste foi feito em um dedo robótico e comandado pelo engenheiro Michio Kawai.

O tecido usado no experimento foi cultivado em laboratório a partir de células humanas, e possui textura semelhante à da pele. Ele é repelente à água e consegue se autoreparar.

A produção da pele humana

De acordo com a revista científica Matter, para o dedo mecânico ficar mais próximo da realidade, ele foi mergulhado em um cilindro com uma solução de colágeno e fibroblastos dérmicos humanos, que são as principais substâncias que formam um conjunto de tecido da pele.

Em seguida, para a criação da próxima camada de células, foram colocados queratinócitos epidérmicos, que são responsáveis por 90% da superfície, o que permitiu ao dispositivo uma textura similar à do dedo humano.

Desafios

Mas, o estudo ainda está em desenvolvimento. De acordo com um dos autores da pesquisa, Shoji Takeuchi, o principal defeito do tecido é sua fraqueza em comparação à pele real.

Ele “não pode sobreviver muito tempo sem fornecimento constante de nutrientes”.

Por isso, o estudo vai continuar para aperfeiçoar a técnica.

O dedo mecânico foi mergulhado em um cilindro com uma solução de colágeno e fibroblastos dérmicos humanos. Foto: Universidade de Tóquio

O dedo mecânico foi mergulhado em um cilindro com uma solução de colágeno e fibroblastos dérmicos humanos. Foto: Universidade de Tóquio

Com informações de Banda B