Brechó de rua doa agasalho a quem precisa

1413
||
||

Fotos: divulgação/Brechó de rua
Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

O frio chegou e com ele, a segunda edição de inverno do “Brechó de Rua”, uma loja itinerante que doa para moradores de rua.
O trabalho, inspirado no The Street Store – um projeto sul-africano que tem ajudado muitas famílias pobres na cidade do Cabo – também ajuda o sem-teto a escolher a roupa que fica melhor nele, para aumentar a autoestima.
Cerca de doze voluntários fixos são responsáveis pela montagem da “loja”, que é dividida em seções de sapatos, roupas femininas, masculinas, e acessórios, tudo pendurado em araras, e com direito a provador.
São eles também que recebem os “clientes” e os ajudam a escolher o que vestir e calçar.

“Muitos não sabem sequer o número do sapato ou o tamanho certo da roupa, nunca tiveram a oportunidade de escolher o que vestir ”, diz a jornalista Bhárbara de Carvalho.

Em algumas ações do Brechó, voluntários também aparecem para “dar um tapa no visual” dos “clientes”, com corte de cabelo e maquiagem, tudo de graça. 

Doações
A versão brasiliense do projeto Brechó de Rua começou no ano passado, quando um grupo se reuniu pela primeira vez.
Algumas pessoas já se conheciam. Outras foram atraídas por um chamado nas redes sociais. 

Os voluntários arrecadam roupas e sapatos da comunidade e ajudam a distribuir aos moradores de rua.

A voluntária Aliene Coutinho diz que não importa a quantidade e o tipo da doação. Se chegarem roupas com defeito, o grupo conserta.

“Recebemos doações de todas as partes do DF, separamos as peças e se precisar de algum reparo, a gente faz. O importante é que esses moradores de rua se sintam bem e possam vivenciar essa experiência da melhor forma”.

Dignidade
Juliana Sangoi, uma das idealizadoras do projeto, reforça a importância de reconhecer o semelhante e tratar a todos de forma igualitária:

“O Brechó torna visível o que muitas vezes passa despercebido, e melhora a autoestima de quem vive às margens da sociedade”.

O grupo lembra que com a chegada do inverno os moradores de rua precisam mais ainda de roupas e calçados, e por isso, reforça o pedido de doações para que o Brechó seja montado o mais breve possível.

Serviço
O Brechó de Rua não tem ponto fixo.
O próximo será dia 10/07 das 9:00 às 12:30 no Centro Pop, na 903 sul.
Atenção: lá só vão os moradores de rua e voluntários.
Quem quiser entrar em contato pra ser voluntário ou doar deve entrar aqui, na página do Facebook.