Homem com “chance zero” de sobreviver se cura da Covid

Mal e Sue Martin - Foto: reprodução / Facebook
Mal e Sue Martin - Foto: reprodução / Facebook

Um homem que havia sido desenganado pelos médicos surpreendeu a todos, melhorou subitamente e venceu a Covid-19.

Diabético, Mal Martin, de 49 anos, passou 61 dias em um ventilador e 80 dias na UTI de um hospital de Cardiff, no País de Gales, além de sofrer pneumonia por três vezes e insuficiência renal.

A esposa, Sue Martin, de 58 anos, contou ao Today da Rádio Four, que os médicos chegaram a avisar para a família que o marido dela tinha “chance zero de sobrevivência”.

Mãe e filhos aguardavam para qualquer momento o telefonema do hospital avisando sobre a morte do pai, que ficou internado desde o final de março.

A situação era tão grave que todos chegaram a se despedir dele. Em mensagens enviadas por telefone, a mulher e os filhos disseram que o amavam.

O “milagre”

Contra todas as probabilidades, a família recebeu uma ligação no dia seguinte avisando que ele havia apresentado uma pequena melhora.

Nas semanas seguintes veio a virada: os médicos seguiram com o tratamento com um medicamento que não alterou a pressão sanguínea e conseguiram manter o corpo dele mais forte para combater o vírus.

Agora, a funcionária pública e os filhos Hana, 16, e William, 13, foram informados de que Mal deve ir para casa ainda esta semana.

Ele terá que fazer uma cirurgia para amputar parte dos polegares, o indicador e a ponta do dedo médio, devido à falta de circulação sanguínea.

A meta de Mal agora, de acordo com a esposa, é se recuperar, e ver o filho adolescente William jogar rugby em campo.

A história comoveu moradores do País de Gales e a família vêm recebendo milhares de mensagens e cartas de apoio, principalmente de desconhecidos.

Sue e Mal Martin - Foto: reprodução / Facebook
Sue e Mal Martin – Foto: reprodução / Facebook

Com informações do The Guardian