Caixote do Saber deixa crianças em êxtase na Cidade de Deus com livros

Crianças no Caixotes do Saber - Foto: André Melo
Crianças no Caixotes do Saber - Foto: André Melo

Esta foto fala por si só e merece prêmio, junto com a ideia. As crianças são da comunidade Cidade de Deus, no Rio de Janeiro e tinham acabado de ver o primeiro “Caixote do Saber”,  quando foram clicadas pelo publicitário André Melo, neste fim de semana.

Repare na movimentação e na reação delas no mesmo instante! Uma deixa a bicicleta de lado pra ver a novidade. Outro menino corre, pega um livro e já saindo lendo. O outro, sem camisa, examina a contracapa. Enquanto duas meninas se sentam pra ver o que tem de interessante, um garotinho procura de pé e outro se abaixa para pegar alguma publicação.

Toda essa curiosidade por causa de um projeto simples e genial que usa caixotes de madeira empilhados – um em cima do outro – e são colocados na rua com 220 livros “nas prateleiras” para quem quiser mergulhar na magia da leitura.

“Lá o morador poderá retirar o livro e devolvê-lo no dia seguinte, ler no próprio local ou até mesmo ficar por mais tempo, com o compromisso e consciência social em deixá-lo de volta, ou até não, pois sendo livro, é educação, e nunca é demais”, disse André Melo, presidente da ONG NÓIZ, em entrevista ao SóNotíciaBoa.

Também é curioso ver como a comunidade está cuidando dos livros deixados nos caixotes.

“Com toda a consciência, os moradores passam a cuidar com muito apreço, e guardam os livros inclusive nos dias molhados”, contou André.

“Os livros são a maior riqueza” e o projeto cumpre o papel de distribuir conhecimento. “O objetivo é levar educação e cultura para pontos estratégicos da comunidade… A educação x futuro é o confronto mais saudável que a cultura pode proporcionar, e os livros levam a isso. A Cidade de Deus é muito grande, e se muitos moradores não podem ir à biblioteca, por que não levá-la até elas?”, questionou.

A ideia

André revela que a ideia do projeto Caixote do Saber surgiu na semana passada e foi executada rapidamente.

“A ideia foi de um de nossos voluntários, morador da comunidade. Sempre quisemos trazer os livros para mais próximo de todos, e com o lançamento da biblioteca, vimos que era a hora”.

A biblioteca que ele fala também será na Cidade de Deus, mas ainda não chegou a ser inaugurada oficialmente por causa do isolamento social provocado pela pandemia.

Mas já houve um café da manhã para lançamento no último sábado, 27 e vários livros foram doados.

O café recebeu os pais de João Pedro e a mãe de Kauê, crianças assassinadas em operações policiais, que estão sendo homenageadas com seus nomes na obra que artista Jorge Gomes está preparando para a inauguração da biblioteca.

Próximo Caixote

O primeiro Caixote do Saber foi instalado no Brejo, onde o projeto nasceu, um local onde as “casas são todas barracos, não tem saneamento básico”.

E ele foi tão bem aceito pela comunidade que a ONG NÓIZ já prepara a instalação do segundo, na próxima quarta-feira, dia 8.

“O segundo será na região do 13, na própria Cidade de Deus”, adiantou André Melo.

Doação

Se você tiver e puder doar livros para o projeto Caixote do Saber – e para a futura biblioteca – a comunidade aceita e agradece.

Faça contato com a ONG NÓIZ pelo Instagram e combine a entrega.

Enquanto isso, a gente fica aqui imaginando como será que está, neste exato momento, a viagem, a imaginação das crianças da foto que levaram um livro para casa…

Crianças nos Caixotes do Saber - Foto: André Melo
Crianças nos Caixote do Saber – Foto: André Melo
Crianças nos Caixotes do Saber - Foto: André Melo
Crianças nos Caixote do Saber – Foto: André Melo
Aviso do Caixotes do Saber - Foto: André Melo
Aviso do Caixote do Saber – Foto: André Melo

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa