País aumenta produtividade e bem-estar trabalhando menos

879
A Islândia provou que trabalhar menos horas aumenta o equilíbrio entre vida pessoal e a profissional - Foto: Pixabay
A Islândia provou que trabalhar menos horas aumenta o equilíbrio entre vida pessoal e a profissional - Foto: Pixabay

Um dia a menos de trabalho na semana e o resultado apareceu: mais produtividade e melhora do bem-estar da população.

Foi o que descobriram dois estudos realizados na Islândia. Eles provaram que trabalhar menos horas aumentou o equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Os dois experimentos, feitos entre 2015 e 2019, demonstraram melhora na produtividade na maioria dos locais de trabalho inscritos no programa.

Sem reduzir pagamento

“A jornada de trabalho reduzida da Islândia nos diz que não só podemos trabalhar menos nos tempos modernos, mas que uma mudança progressiva também é possível”, disse Gudmundur Haraldsson, um dos pesquisadores.

Para os pesquisadores, os testes conduzidos pela Câmara Municipal de Reykjavík e pelo governo nacional foram um “sucesso esmagador”.

Desde sua conclusão, pelo menos 86% das pessoas do país estão trabalhando menos horas sem cortes salariais.

Mais tempo para o lar

O experimento envolveu mais de 2,5 mil trabalhadores – mais de 1% de toda a população ativa da Islândia.

Muitos dos participantes passaram de uma jornada semanal de 40 horas para uma de 35, ou 36 horas.

Os trabalhadores relataram que menos horas de trabalho facilitaram na execução de várias tarefas domésticas durante a semana, como fazer compras, limpar, arrumar a casa, entre outras.

Muitos participantes do sexo masculino em relacionamentos heterossexuais disseram que puderam dedicar mais tempo às tarefas domésticas, especialmente na limpeza e na cozinha.

Os dados foram analisados pelo Think Tank britânico Autonomy juntamente com a Associação para a Democracia Sustentável – Alda.

“Isso mostra que o setor público está pronto para ser pioneiro de semanas de trabalho reduzidas – e lições podem ser aprendidas para outros governos”, disse Will Stronge, diretor de pesquisa.

Redução de jornada

A ideia de uma semana de trabalho de 4 dias vem ganhando cada mais força em todo mundo.

A Espanha está testando uma jornada de 32 horas. No Japão, o governo recomendou que as empresas deixassem os funcionários optarem por uma semana de quadro dias, para melhorar o bem-estar.

O maior sindicato da Alemanha, o IG Metall, requisitou uma semana reduzida, pra salvar empregos ameaçados pela mobilidade elétrica na indústria automobilística.

Com informações da Deutsche Welle