Bruno Gagliasso doa R$100 mil para desabrigados na Bahia

-
Por Rinaldo de Oliveira
Compartilhar
Imagem de capa para Bruno Gagliasso doa R$100 mil para desabrigados na Bahia
O ator Bruno Gagliasso anunciou a doação de R$ 100 mil para famílias desabrigadas pela tragédia das chuvas na Bahia - Fotos: reprodução / Instagram

Não é só por fora que ele é lindo. O coração também é gigante! Bruno Gagliasso doou R$ 100 mil para famílias desabrigadas pela tragédia das chuvas na Bahia.

O dinheiro foi doado por uma das empresas do ator e ele fez o anúncio no Instagram para incentivar mais doações! (assista abaixo)

“A Bahia precisa da nossa ajuda, e vamos doar R$100 mil por uma de minhas empresas. Se você pode fazer alguma coisa, por favor, ajude! Toda ajuda é bem-vinda”, pediu o ator.

Na época da falta de oxigênio em Manaus – em colapso com aumento sem precedentes de pacientes infectados por Covid-19 – o ator também se juntou a outros famosos para ajudar. Reveja aqui.

Bruno é uma pessoa carinhosa, amante da natureza, um homem branco de olhos azuis que luta contra o racismo e não teme se posicionar contra injustiças sociais e políticas, justamente o contrário da personagem dele no filme Marighella, em cartaz na GloboPlay.

Vários outros artistas estão ajudando a Bahia também.

Alok, João Gomes, Virginia, Wesley Safadão e Whindersson Nunes foram alguns dos famosos que também entraram nessa corrente do bem, como já mostramos no Só Notícia Boa.

“De hoje até o dia 31 vamos doar todo o nosso lucro da empresa para ajudar a Bahia. Continuo pedindo para que todos ajudem da maneira que conseguirem”, pediu Virginia em seu Instagram.

Wesley Safadão usou seu Twitter para anunciar que decidiu doar seu cachê de um show em Barra Grande para ajudar os desabrigados da chuva.

João Gomes também afirmou que doará parte de seus cachês de shows na Bahia para ajudar a população local.

Whindersson Nunes, como sempre faz, também mobilizou as redes sociais para ajudar a situação das cidades afetadas.

Desabrigados

Já passa de 16 mil o número de pessoas desabrigadas no sul da Bahia.

Os desalojados somam 20 mil, segundo o governo do Estado.

Nos municípios de Ilhéus, Itapetinga, Vitória da Conquista, Ipiaú e Santa Inês, foram reforçadas estruturas de apoio ao Corpo de Bombeiros.

Ajuda da Argentina recusada por Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro confirmou, em suas redes sociais, que o governo brasileiro recusou a ajuda humanitária oferecida pela Argentina às vítimas das chuvas na Bahia.

Segundo o presidente, a oferta de dez homens – os “capacetes brancos, que atuam em operações de socorro – foi feita ao Itamaraty pela Chancelaria Argentina.

No entanto, segundo ele, o “fraterno oferecimento” era “muito caro para o Brasil” e aconteceu quando as Forças Armadas e a Defesa Civil já prestavam a assistência local.

“A avaliação foi de que a ajuda argentina não seria necessária naquele momento”, escreveu o presidente em rede social.

Já o governador Bahia, Rui Costa (PT), afirmou nesta quinta (30) em suas redes sociais que vai aceitar a ajuda humanitária da Argentina às cidades afetadas pelas chuvas.

“A Argentina ofereceu ajuda humanitária às cidades afetadas pelas chuvas na Bahia, apesar da negativa do governo federal. Me dirijo a todos os países do mundo: a Bahia aceitará diretamente, sem precisar passar pela diplomacia brasileira, qualquer tipo de ajuda neste momento”, afirmou Rui Costa.

É lamentável essa queda de braços entre políticos enquanto a população que perdeu tudo chora o que foi levado pela força da enchente. Não é hora de discutir. É hora de ajudar!

Esta é a opinião do Só Notícia Boa.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Bruno Gagliasso (@brunogagliasso)