Nestlé vai reduzir açúcar e sódio dos cereais matinais

2068
cereal_matinal
cereal_matinal
A Nestlé e a General Mills deverão cortar o porcentual de açúcar e sal de seus cereais matinais até 2015.
Segundo a Reuters a CPW, joint-venture das duas empresas, quer reduzir em 24% o percentual de açúcar e em 12%, e de sódio nesses alimentos infantis.
O plano também prevê aumentar o percentual de grãos integrais nos alimentos.

20 marcas de cereais populares entre crianças e adolescentes serão reformuladas e terão mais cereais integrais e cálcio.

De acordo com o presidente da CPW, Jeffrey Harmening, a empresa já cortou 900 toneladas de sal e mais de 9 mil toneladas de açúcar de suas receitas desde 2003.
“Algumas mães não querem que seus filhos consumam tanto açúcar como estão consumindo agora, e essa é uma barreira para que comprem cereais matinais”, afirma Harmening.
A medida valerá para os 140 países em que as duas empresas estão presentes, com exceção da América do Norte, de acordo com informações da Reuters.
A decisão vem em um momento em que empresas de alimentos e bebidas procuram oferecer produtos mais saudáveis devido ao aumento da obesidade no mundo.
A Organização Mundial da Saúde (OMC) estima que mais de 42 milhões de crianças abaixo de cinco anos estejam acima do peso.
Entre as marcas de cereais comercializadas pela Nestlé no Brasil estão Estrelitas e Nesfit.
Com informações da Reuters e do UOL.